Fechamento do mês de abr/17: despesas, receitas, aportes e mais

E aí, meu amigo, como vai? Mais um post de fechamento do mês.

Principais receitas

Esse mês meus trabalhos extras começaram a “florir”. Recebi uns bons honorários de serviços como freelancer em TI que ajudaram a abater a fatura do nuBank. O salário, mesmo sem o aumento, deu para cobrir todas as despesas, inclusive as da viagem de férias que fiz.

A propósito, eu e minha esposa temos a incrível capacidade de aplicar o minimalismo e a vida simples inclusive nas viagens. Gastamos pouco dinheiro e aproveitamos ao máximo. Não ficamos com a consciência pesada em momento algum. Cada centavo investido valeu a pena, e não deixamos dívidas para a posteridade. Nos controlamos e passeamos! No final da viagem ainda tive um baita aprendizado.

Uma coisa que me surpreendeu positivamente foi a rentabilidade da carteira esse mês. Vocês verão na tabela mais abaixo mas esse mês eu tive uma renda passiva enorme, a maior até hoje, correspondendo a quase 6% do meu salário, fora os aluguéis recebidos dos FII.

Meus FII renderam 4,80%, pasmem os senhores (menção honrosa para o FIXX11 e seus magníficos 4,73% – posso estar enganado, sou leigo, mas pelo menos minha planilha disse isso, kkkkkk). A poupança rendeu 0,85% (aqui cabe uma dúvida aos senhores leitores: por que o pulo de 0,67% para 0,85%? Eu sei que está relacionado à SELIC, mas não estou acompanhando os juros…). Ou seja, até a poupança tá rendendo um pouquinho!

Tesouro rendeu 2,2%, bom também. Mas como é pré-fixado, não faz diferença, a não ser para os traders.

Principais despesas

Esse mês tudo correu bem, sem imprevistos. Somente as receitas básicas da casa mesmo, como aluguel, condomínio, energia, supermercado, internet e almoço (almoçamos fora todos os dias). Tudo dentro do roteiro, nada incomum.

Fechamento do mês de abril/2017.
Fechamento do mês de abril/2017.

O que foi um pouco fora da curva foi a viagem para o exterior, que não é todo mês que a gente faz (quem me dera). Como ela estava minunciosamente planejada, foi tudo OK. Sem gastos a mais. Inclusive gastamos a menos (tivemos que destrocar as moedas). Ótimo!

 

Aportes

Esse mês voltarei a aumentar um pouco meus aportes. Quero ir de Tesouro e FII, como sempre né. Não irei diversificar a carteira, vou aportar em um que já tenho, o FIXX11 mesmo. Ele rendeu bem esse mês, quero manter esse time titular. Óbvio que rentabilidade passada não significa rentabilidade futura, mas o histórico tá positivo, então vou manter esse aí mesmo. Mês que vem vario um pouco mais.

 

Estudos

Em abril não estudei nada. Nenhuma língua nem nenhuma tecnologia, nada. Em maio voltarei a estudar Inglês, firme na meta de em dezembro/17 estar fluente.

 

Expectativas para abr/2017

Meu salário vai aumentar e irei receber uma bolada de um trabalho com TI. Tem tudo para correr bem e ficar livre da fatura do cartão, que estava alta por uns meses.

Tentarei aportar alto, também! Pretendo investir um pouco em tecnologia (que eu gosto muito e vai ajudar bastante no meu trabalho em TI) e comprar um computador novo. Esse computador eu comprarei apenas com o dinheiro dos bicos.

 

Tell me about the numbers

Segue a planilha de acompanhamento do mês, bem resumida, já calculados os aportes.

 

Posts mais lidos

Os três posts mais lidos do blog nesse mês foram:

Conclusão

É isso amigos, esse mês deu tudo certo para mim e para minha carteira. E o próximo mês só tende a melhorar. Meu salário vai aumentar, irei receber honorários do meu trabalho como freelancer e meu projeto digital extra vai começar a dar frutos. Tem tudo para ser melhor ainda!

Um abraço e até a próxima postagem.

Mudei minha planilha da Independência Financeira: clique e conheça a nova

EDIT 01/05/2017: Amigos, a planilha apresentava um ERRO! Corrigi e a nova versão já tá no ar, link no EDIT abaixo.
EDIT 25/04/2017: Pessoal, converti a planilha para o Excel, ela está aqui para download. Desfrutem e comentem!

Adoro esses títulos sensacionalistas hahaha. Então galera, mudei minha estratégia e refiz minha planilha que controlo a Independência Financeira. Tinha dito aqui que havia pensado nisso.

Desde quando eu comecei a me aprofundar nos estudos de finanças e investimentos (há cerca de uns 8 meses, por aí, talvez um pouco mais que isso) eu uso a famosa e popularíssima “Planilha do AdP”.

A Planilha do AdP é uma planilha feita pelo nosso ilustre Além da Poupança. Essa planilha é completa, intuitiva e semi-automática: é maravilhosa! E é/foi útil para mim por todo esse tempo. Acompanhei meu caminho rumo à IF por ela, sempre preenchendo conforme as instruções.

Utilizar a planilha do AdP é muito simples. Lembro que na época fiz até um email passo a passo para mostrar para o meu irmão. Ficou mais ou menos assim:

Ler os artigos nessa sequência:
1 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-errada-seus.html
2 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus.html
3 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus_28.html
4 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/planilha-de-acompanhamento-de.html

Me lembro, inclusive, que transformei a planilha dele em planilha do Google Docs.

O fato é que a divisão por cotas muitas vezes me deixava confuso. Eu via os números em vermelho e estranhava. Será que algo estava errado? Será que lancei da forma correta?

Como sou leigo,tinha essas dúvidas martelando na minha cabeça, o que fazia com que eu refizesse todas as contas novamente para ver se o cálculo batia.

Não estou criticando, tampouco duvidando da planilha do AdP. Pelo contrário. Estou é duvidando é da minha capacidade de fazer as coisas certas hahaha. Como eu disse acima, a planilha ele é ótima.

Enfim, como sou da área de TI e gosto de trabalhar/aprender Excel, decidi criar a minha planilha do zero. Muito mais simples, muito mais resumida e com informações que seria úteis para mim.

Por exemplo, apesar de o raciocínio ser correto, não quis dividir meus investimentos em cotas. Fiz da forma mais simples e leiga possível, para que eu tenha segurança nos cálculos e, posteriormente, poder ir incrementando a planilha com procedimentos mais complexos.

Ela se assemelha bastante com a do AdP. Só que, como eu disse, tem menos campos.

Planilha IF
Consolidado: soma de todas as aplicações (valores fictícios)

A aba Consolidado soma tudo das outras abas automaticamente e te informa sua situação atual.

O que eu fiz é criar os campos Rendimento e Aumento. Vamos explicá-los.

Campo rendimento

No rendimento, calculo o retorno que o investimento teve desconsiderando (diminuindo) os aportes. Assim posso ter ideia, por exemplo, se o FII está rendendo bem ou não.

Exemplo:

Carteira em abril: R$1000
Aporte: R$100
Carteira em maio: R$1110
Rendimento: (Carteira em Maio – Carteira em Abril – Aporte) / Carteira em Abril = 0,01 (1%)
Na conta acima usei a fórmula que aprendi com o AdP: (Situação Nova – Situação Antiga) / Situação Antiga

Apesar de eu ter aumento o patrimônio em R$110, R$100 são do aporte e somente R$10 são do rendimento. Para mim é importante saber isso: o quanto rendeu independentemente do aporte.

Nota: posso estar fazendo a conta errada, se puderem  me ajudar aí nos comentários, agradeço!

Campo Aumento

No campo Aumento, óbvio: quanto meu patrimônio aumentou de um mês para o outro considerando o aporte e os rendimentos.

No exemplo acima, meu patrimônio aumentou de R$1000 para R$1110, ou seja: 11%.

As abas Poupança, TD e FII são idênticas, exceto pelo valores a serem preenchidos, lógico.

Planilha IF
Aba Poupança (valores fictícios)

Obviamente a poupança não rende 9,66% nunca. Os valores são fictícios para eu repassar para vocês. O que é interessante de se notar é que, quando não se tem aportes no mês, o campo Rendimento é igual ao campo Aumento.

Ao final do ano, em dezembro, é só lançar o campo inflação que a planilha te informa seu rendimento real aproximado (cópia do AdP também).

Planilha IF
Aba Fundos Imobiliários (valores fictícios)

É necessário fazer uma observação na aba dos FII. Eu criei outras abas, uma para cada FII, para que eu tenha um controle rigoroso sobre eles. Porém, caso você não queira seguir essa dica, faça uma aba com o consolidado, como essa acima, somando todos e lançando aí.

Planilha IF
Aba Tesouro Direto (valores fictícios)

 

Quando lançar as informações?

Talvez não tenha ficado claro a metodologia que utilizo.

Todo mês, de preferência entre o dia 1º e 3, por aí, eu acesso o site do CEI BOVESPA para ver meus títulos aplicados. Esses valores que me servem de parâmetro para lançar na planilha, entenderam?

Alguns preferem utilizar os valores que estão na corretora. Apesar de os valores serem iguais na maioria das vezes, pode haver alterações de um para outro se levarmos em consideração as taxas da corretora, por exemplo. Acesso o BOVESPA por que lá tem um valor cru, líquido. Posso estar enganado, claro. Mas acho que assim fica bom para meus cálculos.

Acesse o canal do CEI BOVESPA por aqui cei.bmfbovespa.com.br.

Ah, para retiradas, é só lançar valores negativos no campo Aporte.

Conclusão

Amigos, não quero desmerecer a planilha do nosso amigo AdP, nem tentar copiá-lo de alguma forma ou diminuir seu trabalho, longe disso!

O que eu fiz nesse post foi apresentar uma alternativa (a minha alternativa) para a planilha do nosso amigo. Eu fiz algumas edições e adaptações que facilitariam as coisas para mim. E quis expor para os leitores.

Como sabem, eu ainda estou aprendendo e quanto mais eu fuço no Excel e nos cálculos, melhor. Por isso optei por iniciar do zero um controle financeiro, sacam?

Caso queiram que eu disponibilize para download, é só pedir. Na verdade, ela está no Google Docs, então é só eu compartilhar com vocês. Mas vou esperar para ver se há demanda para isso, ok?

EDIT 25/04/2017: Pessoal, converti a planilha para o Excel, ela está aqui para download. Desfrutem e comentem!

Um abraço para vocês, espero que tenham curtido o post!

 

Mp.

 

Fechamento do mês de mar/17: despesas, receitas, aportes e mais

E aí, meu amigo, como vai? Mais um post de fechamento do mês.

Principais receitas

Esse mês de março, e esse início de ano em geral, estão sendo bem regrados nos aportes. Como irei viajar em abril, tive que optar por investir na minha saúde e diversão ao invés de na minha carteira.

Enfim, esse mês foi fraco. Minha principal receita foi meu salário “titular“. Não consegui nenhuma renda extra, pois meus contratos de TI começaram a valer agora, então só farão 30 dias em abril. Espero que em abril eu já comece a colher os frutos do início do ano puxado.

Principais despesas

Devido a viagem que faremos, o cartão de crédito veio gordo. Tive que fazer uns malabarismos para conseguir encerrar o mês sem usar o cheque especial.

Além disso, tive que, infelizmente, apelar para minha reserva de emergência. Usei para quitar a fatura do cartão e ficar com a cabeça mais tranquila. Quando tenho dívida daquele tamanho fico incomodado.

Portanto, tive que tirar do meu patrimônio um pouco. A reserva de emergência serve para isso! O “grosso” do meu patrimônio tá bem guardado e bem investido. Só tirei uma lasquinha. Cheque especial ou juros rotativos: NEVER!

Aportes

No meu fechamento do mês de fevereiro/2017 eu disse que, também por conta da viagem, não conseguiria aportar nada. Mas no fim das contas eu aporte, beeeeeeeeem pouco, mas aportei, melhor que nada. Até comentei aqui com vocês. Tinha uma graninha na conta da corretora (a renda passiva dos FII) e as usei para reaportar.

O sentimento de ganhar dinheiro passivo é muito bom. No meu caso ainda é bem pouco, mas aos poucos só vai aumentando.

Enfim, esse mês irei aportar pouco também. Mas é melhor que nada!

Acho que manterei o mesmo time, que está ganhando, e continuarei nos FII. Irei de MFII11, pelos seguintes motivos:

  • Quero diversificar um pouco a carteira dos FII;
  • O yield nos últimos doze meses dele está bom – 13,3%;
  • Com a SELIC em baixa, a tendência é os FII melhorarem (creio eu);
  • Pagamento mensal;
  • Quero ter mais uma fonte de renda passiva na minha carteira dos FII.

Mesmo que não aporte muito, estou aportando sempre.

Meu Tesouro Direto segue firme forte lá, e tenho uma graninha na poupança também.

 

FII

Então, como eu disse acima, optei pelo MFII11.

O fundo não está nos seus melhores momentos, visto a queda da demanda por imóveis residenciais. Porém, na verdade não me preocupo tanto. Tenho a expectativa que a cota cresça futuramente (sou um buy and holder). Sem problemas, vou aportar e esperar os dividendos do mês que vem, assim eu comparo com meus outros FII e posto aqui para vocês.

A expectativa é um pouco mais de 1% mês. Veremos.

Aqui tem mais detalhes do fundo. Joguei no meu portfólio do Google Finance também!

Estudos

Esse mês consegui cumprir minha meta diária de estudo de Espanhol (tirando os finais de semana). Uso o Duolingo e acesso sites de notícias dessa língua para imersão. Tem uma extensão do Google Translate para o Chrome que ajuda muito a traduzir palavras não conhecidas (usava mais para o Inglês, visto que o espanhol é muito parecido com o pt_BR).

Fechamento do mês.
O mascote do Mestre Poupador (outro?) largou as dorgas. Agora ele é analista financeiro e está nos ajudando com o fechamento do mês.

Quanto às tecnologias não estudei nenhuma nova. Acredito que eu já tenha passado da fase de “programador hard code” e estou mais na fase de “Gerente de Projetos“. Pegar um script pronto e implementar em algum negócio online, por exemplo. Poucas alterações no software, usar as tecnologias como usuário final para poder tirar o melhor delas e não perder tempo. Posso estar errado? Sim. Mas é um ponto de vista diferente. Vamos ver o que dá.

Expectativas para abr/2017

Acho que em Abril tudo começará a florir novamente e poderei entrar quente nos grandes aportes novamente. Meu salário vai aumentar (ihulll) e meus projetos de renda extra vão começar a ser pagos periodicamente (assim espero).

Dessa forma, posso zerar a fatura do cartão de crédito e quitar as prováveis dívidas da viagem. Voltarei a aportar mais e, nesse ano ainda, quero começar a estudar sobre as ETF (principalmente a IBOVESPA).

Fechamento
Mestre Poupador com uma arma. Mentira, é o 24 horas, rs

Tell me about the numbers

É isso aí, toma a planilha do mês:

Fechamento do mês de abril de 2017
Fechamento do mês de abril de 2017

A variação é quanto o investimento mudou do dia 1/03 até o dia 1/04. Nota-se uma baixa grande na poupança, pois fiz uma retirada na minha reserva de emergência, infelizmente.

O rendimento real é quanto rendeu sem contabilizar os aportes. Fiz o cálculo tirando o aporte do mês para ter ideia do yield.

O campo % carteira dispensa explicações, né galera? É a proporção que aquele investimento tem na minha carteira total.

É evidente que a maior parte do patrimônio tá na poupança. Apesar de eu falar muito para vocês não segurarem dinheiro na poupança (que realmente é um rendimento pífio), ainda não tive a oportunidade de mover todo esse patrimônio para algo mais rentável. Estou estudando a melhor estratégia para fazer isso.

Além disso, como ainda estou estudando, não estou totalmente seguro em fazer uma operação dessas com uma quantia considerável de dinheiro. Aos poucos vou mudando de investimento, com certeza!

É necessário fazer uma menção honrosa aos meus FII que renderam 4% (não de aluguéis, e sim de valorização de cota).

Por que não divulgo dados mais detalhados?

Amigos, uns três ou quatros colegas já me perguntaram ou pediram dados reais e detalhados da minha situação financeira. O fato é que eu sou facilmente  reconhecido na internet. Não que eu queira ser anônimo, como a maioria dos colegas da Finansfera, longe disso, mas não fico a vontade de colocar minha vida financeira tão detalhadamente, pelo menos por enquanto, entendem?

Manterei o formato de porcentagem, ok? Espero que vocês compreendam.

Posts mais lidos

Os três posts mais lidos do blog nesse mês foram:

Conclusão

Pessoal, daqui uns dias vou viajar em férias, vou tentar poupar ao máximo para poder aportar quando eu voltar. Além disso, como a viagem foi planejada, está tudo no orçamento e sob controle.

A partir de abril tudo volta a melhorar e voltarei a aportar  muito mais!

Até a próxima!

FII – Fundos de Investimentos Imobiliários: por que os escolhi

Olá amigos,

hoje vou falar um pouco sobre FII e por que os escolhi para investir, ok?

 

O que são FII?

Os FII são Fundos de Investimentos de Imobiliários. É quando um grupo de pessoas abastadas se juntam e constroem imóveis pelo Brasil. Depois eles dividem esses imóveis em cotas e põem na bolsa de valores (IBOVESPA) para vender.

Desta forma, qualquer pessoa física ou jurídica pode comprar cotas desse investimento, se tornando um dos “donos” dos imóveis.

Fundo de Investimentos Imobiliários: melhor que construir...
Por ser difícil que é melhor investir em Fundos de Investimentos Imobiliários

E, como qualquer imóvel, tem a chance de ganhar rendimentos mensais (aluguéis). Ou seja, é como se você comprasse uma casa e alugasse, só que melhor.

Quais são as vantagens dos FII?

Para mim, as vantagens são:

  • Praticidade: você compra as cotas do seu trabalho, da sua casa. De onde tiver internet, você acessa o Home Broker de sua corretora e faz as compras;
  • Você não precisa ser um expert em construção. Você deve ter uma noção de como funciona a bolsa e saber um pouco sobre economia e finanças, mas não precisa ser engenheiro civil, por exemplo;
  • Preço: você investe o quanto quiser. Tem fundos onde o aporte mínimo é R$100,00 somente;
  • Rendimento: todo mês você recebe um pouquinho na sua conta! Isso é motivador hahaha!

Como eu invisto em FII?

Bom, a princípio você deve criar uma conta em alguma corretora. Existem várias no mercado, você deve pesquisar e ver a que melhor se enquadra no seu perfil. Tem corretoras que cobram para operações em FII, outras não. Algumas não cobram para operações no Tesouro Direto, por exemplo. Fica a seu critério. Criar a conta é fácil, você envia os documentos pela internet mesmo, é tranquilo.

Eu faço da seguinte maneira: dias antes de receber meu salário eu dou uma olhada nos FII’s disponíveis no mercado. Eu olho no ranking do Investidor de Risco, que é muito bom. Vejo os que estão com um yield mensal e anual bons (eu uso os filtros para ordenar, facilita).

Feita essa primeira triagem eu vou no gráfico do fundo vejo seu desempenho nos últimos tempos (mês, ano, cinco anos, por exemplo). É só tacar o código do fundo no Google.

Depois eu olho se o fundo tem previsão para término (eu prefiro os indeterminados, que daí não preciso preocupar em vender cotas a princípio). Vejo também o investimento mínimo inicial (os que pedem R$5.000,00 de uma vez eu corro).

Além disso, é importante você ver a taxa de administração. Escolha um que te cobre em média até 0,5% a.a. Além disso eu acho caro.

Feitas as triagens, com o fundo já escolhido, é bom dar uma lida no seu regulamento. Ás vezes tem alguma surpresa por lá.

Depois disso, é só acessar o site da sua corretora, acessar o Home Broker e emitir a ordem de compra. Falando assim parece super fácil, mas não é. É difícil escolher um fundo para investir, principalmente para mim que sou 100% leigo. Pelo menos eu estou aprendendo.

Eu sugiro que compre poucas cotas no início, para ir sem ambientando.

Quanto eu já ganhei com FII?

Marta marcou um golaço ao investir em Fundos de Investimentos Imobiliários.
2% em FII? quero

Meu primeiro aporte foi em janeiro de 2017, após isso aportei mais duas vezes até o momento. Fiz o cálculo hoje e vi que minha rentabilidade está na casa dos 2,0% mês. Mas não se espantem, eu peguei uns fundos os quais estavam em uma maré boa. Não é sempre rentável assim.

Qual o risco dos FII?

Risco médio. É mais arriscado que os Renda Fixa da vida (FII é Renda Variável), mas é menos arriscado que a Bolsa, por exemplo. E o seu rendimento acompanha esse risco, é médio também.

Para quem está começando no mundo dos investimentos, e já conhece bem os paranauê da poupança e do TD, é uma tentativa para lucrar um pouco mais e aprender também.

Fundos de Investimentos Imobiliários: um assunto do cão!
O cão do Mestre Poupador preferiu aportar em rações do que em Fundos de Investimentos Imobiliários…

Conclusão

Amigos, é isso aí. Estou gostando dos FII. Além da graninha extra, que reinvisto, estou aprendendo muita coisa interessante.

Lembrem-se, dinheiro não é tudo. Conhecimento faz parte!

Espero ter sido claro. Como sempre digo, não gosto de me aprofundar demais para não ficar uma leitura chata.

Se alguém tiver alguma duvida deixe nos comentários aí.

Vamos aprendendo juntos.
Até a próxima!