Da instabilidade financeira de fevereiro


Ô mêsinho complicado, galera. Vamos falar um pouco dele:

Fevereiro de 2017

Esse mês foi difícil. Apesar de ter somente 28 dias, para mim pareceu ter 280. Foram muitos gastos não planejados e, além de tudo, recebi 1/3 a menos do salário que ficaram retidos em janeiro por conta do adiantamento de férias. Tentarei explicar melhor no post de fechamento de mês.

Acredito que nunca tenha passado situação semelhante na vida, esse mês bati o recorde de aportes, acredito que seja por isso. Mas o mês chegou ao fim e o meu saldo em conta também. Não usei cheque especial nem pedi empréstimo, ÓBVIO, mas confesso que suei frio até meu salário cair na conta.

Meme antigo porém ouro
Eu em fevereiro. E em março.

Gastos e planejamento

Tive uns gastos “inesperados” com a emissão de passaportes da família (planejo viajar futuramente), além de umas saídas de casa (lazer) que passaram um pouco do limite. Mês que vem tentarei driblar isso.

Outro fator que contribuiu com essa seca foi meus altos aportes no início do mês. Isso evidencia um péssimo sintoma que ligou o meu alerta: estou planejando mal.

Preciso melhorar meus planejamentos mensais. Se for o caso, aporto menos, mas não passo esse apuro que passei na última semana do mês. “Apuro” é modo de dizer, por que tenho muitos recursos ainda, mas todos estão aplicados, e a minha política é nunca sacar dos investimentos.

No post de fechamento de mês irei explanar sobre os novos aportes (se eu for fazê-los né) e contar que esse mês também será arrochado, por que minha fatura de cartão de crédito virá gorda (de novo). No momento certo explicarei o porquê.

Jackie Chan recebe em dólar. Ele é trilionário, poderosíssimo!
Eu em fevereiro. E em março.

Como eu ia dizendo, meu planejamento foi péssimo nesse mês 2. E tudo indica que o mês 3 seguirá a mesma linhagem, e para piorar, sem aporte nenhum (mas é por uma boa causa, futuramente explico). A partir do mês 4 as coisas irão voltar a florir novamente. Tudo isso é devido a um fato inesperado porém muito querido que irá acontecer, e no post de fechamento detalharei mais. Não, não é um bebê.

Conclusão

Enfim, o que eu quero passar para vocês é: não façam como eu, que vacilei, e faça um planejamento mais rigoroso das suas RECEITAS x DESPESAS mensais.

Aporte menos, se necessário, mas não passe o resto do mês na “crise”.

Um abraço

CompartilharTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

4 Comentários

  • Anônimo (#)
    1 de março de 2017

    Gostei do post, aparentemente você irá aprender muito com a questão do planejamento e/ou ser mais rigoroso, lembre-se que cada tombo serve para você ficar mais forte na próxima tentativa de cair…

    Abs.

    • Editor Poupador (#)
      1 de março de 2017

      Anônimo, obrigado pela visita e pelo elogio.

      Com certeza irei aprender mais. Eu não tenho “medo” de errar, pois isso é o que nos faz crescer! Só tenho medo de perder muita grana hehehehe.

      Obrigado novamente.

      Abraço

  • Viver de Construção Blog (#)
    1 de março de 2017

    Fala MP,

    Eu também erro a mão nos aportes às vezes, mas no meu caso sempre tem renda caindo nas semanas, e no pior dos casos minha esposa me empresta por alguns dias kkk.

    Na dúvida, aporte metade, deixe a outra metade pra aportar quando receber novo salario.

    Abraço

    • Editor Poupador (#)
      2 de março de 2017

      Isso aí, VdC!

      O que complicou as coisas foi o salário reduzido mesmo, mas nos outros meses dá para contornar tranquilo rrsrs

      Obrigado pela visita, um abraço