Como ganhar renda extra: a busca do Santo Graal da Independência Financeira


Um dos assuntos mais comentados na blogosfera financeira, aka Finansfera, é a tal da Renda Extra. No contexto desse post, Renda Extra se difere de Renda Passiva, que são os rendimentos obtidos pelas aplicações, sem trabalhar ou quebrar a cabeça para isso, ou seja, renda passiva mesmo. O que quero comentar hoje é sobre a Renda Extra, aquela que você ganha fazendo “bicos” ou trabalhos importantes fora do horário comercial ou fora do seu ambiente de trabalho normal (titular).

Como ia dizendo, a busca pela melhor forma de Renda Extra é bem comentada na Finansfera, e também fora dela. Já li sobre muita coisa, e também já tentei muita coisa. Vamos tentar esclarecer alguns pontos de vista aqui. Aguardo vocês nos comentários.

Renda extra
Shut up and give me minha Renda Extra!

Por que buscar a Renda Extra?

Qual motivo leva as pessoas a buscarem um dinheiro extra? Podemos observar que nem todos a buscam, por que muitas pessoas já estão satisfeitas com seu salário atual e preferem praticar algum hobby ou descansar no tempo livre. Outras usam o tempo livre para fazer faculdade ou alguma pós-graduação, nada mais natural.

Mas e aquelas pessoas as quais o trabalho atual não demanda tanto esforço físico e mental e conseguem ter energia para dispender atenções para outros projetos? Esse é o ponto. Algumas pessoas sentem que tem energia e podem produzir o suficiente para tirar um extra ao final do mês.

O fato de chegar em casa após um dia de trabalho e não ter nada produtivo ou recompensador para fazer pode ser a pior tortura do mundo. Nem todos chegam esgotados em casa após um dia de trabalho e querem tentar dar um up na carreira ou no orçamento.

E mais, tentar obter renda extra fora do horário de trabalho (à noite) não é regra. Muitos conseguem produzir algo durante o tempo do trabalho principal. Por exemplo, aquelas pessoas que trabalham com internet e tem um computador e tempo de sobra (às vezes) no trabalho.

Ok, aí acima eu tentei descrever a motivação do cidadão para buscar um extra. Mas e agora? O que fazer? Energia e tempo já se tem, o que falta agora é o principal: o que the hell eu vou fazer?

Qual a melhor forma de se obter Renda Extra?

Freelancer

Muitos profissionais hoje em dia, com a ajuda da interwebs, podem tirar um extra fazendo bicos, trabalhos freelancer por aí. Designers, redatores, tradutores, desenvolvedores… muita gente consegue tirar um dinheiro trabalhando sem horário fixo.

Existem muitos sites por aí que dão essa possibilidade: ao contratante, dá uma forma de encontrar mão de obra; ao freelancer, dá a possibilidade de encontrar projetos. Dê uma fuçada e crie seu perfil… vai que.

Só fique atento para não se candidatar a projetos grandiosos demais, os quais te tiraria muito do seu tempo e sua energia. Pondere e pense muito, ok?

Dar aulas

Existem os tipos de profissionais carismáticos e com a didática no sangue. Gostam de pessoas, gostam de falar em público e tem uma tremenda capacidade de ensinar. Para essas pessoas não há nada melhor que dar aulas, e opção não falta: mande currículo para escolas, para universidades, para sites (hoje em dia as aulas online aumentaram muito). Crie um site para dar aulas! Boa ideia, hein?

Enfim, acredito que não falta oportunidade, só se tem que achar o caminho certo.

Há alguns casos onde o salário das aulas se equipara ao salário do trabalho “principal” da pessoa. Vale a pena!

e-Business

Os comércios digitais invadiram as vidas das pessoas de uns anos pra cá. E esse nicho realmente pode ser uma boa sacada. O problema é ter tempo no início para se dedicar bastante.

Fazer uma carta de venda, prestar suporte, configurar o site, fazer backup, configurar o Google… Não é fácil, mas depois de pegar o fio da meada, pode ser que a poeira abaixe.

O problema do e-Business é que se deve ter bastante expertise e know-how. Talvez valha a pena abrir um negócio online apenar para diversão e aprendizado (com certeza se aprende muito). Porém a dor de cabeça de talvez precisar instituir uma Pessoa Jurídica, contratar um contador e declarar o Imposto motherfucker de Renda, talvez faça as pessoas desistirem.

Enfim, é uma opção. Existem milhares de programas de afiliados por aí. O Google Adwords também pode te ajudar a divulgar sua barraquinha online.

Vender “a porrah da uva”

Ontem eu li um texto de um colega blogueiro, o Mestre dos Centavos, e ri bastante quando ele disse “Vendendo uva!!! Isso mesmo, a porrah da uva!”. Ele se referiu a capacidade que a fruta tem de dar retorno financeiro quando tudo conspira a favor (localização do vendedor, por exemplo).

Palavrões e piadas a parte, hehehe, quero ilustrar com esse tópico (leia o artigo do camarada também) que há dinheiro em todo lugar. A pessoa só tem que fazer a coisa certa e espremer os centavos de tudo quanto é canto.

Dedicação, inteligência e competência: talvez com a junção desses três fatores possa trazer uma grana para você, seja de uvas, seja de aulas, seja de comércios eletrônicos.

Da Renda Extra versus Concurso Público

Em alguns casos, a pessoa prefere investir seu tempo e energia em conhecimento. Conhecimento para ser aprovado em algum Concurso Público, por exemplo. Os concursos públicos são uma das formas mais procuradas de trabalho, devido a sua estabilidade e, em alguns casos, remuneração melhor que a da iniciativa privada.

O problema de estudar para concursos, se é que podemos chamar de problema, é o foco. Para passar em um bom certame é necessário muito tempo de estudo. E aquela bendita reflexão sempre bate à nossa porta: “enquanto me mato nesses livros, eu poderia estar fazendo muita coisa melhor”. A sensação de “tempo perdido” deixa um grande vazio dentro da pessoa. É necessário muito equilíbrio e determinação para escolher esse caminho.

Atualmente eu sou servidor público federal e já passei por isso. Estudei focado por 6 meses para um grande concurso, mas após alguns acontecimentos na minha vida tive que dar uma pausa. Essa pausa me fez refletir um pouco e, atualmente, trabalho como autônomo em TI, como forma de obter renda extra.

Nada impede de voltar a estudar para concursos futuramente. Eu me sentia bem motivado, na verdade. Aprender coisas novas a cada dia é bem recompensador. Mas para estudar assim é preciso foco, tempo, energia, dedicação e dinheiro. Tudo isso somado!

Enfim, caso você opte por esse caminho, boa sorte! É um tiro que, se você acertar, ganha a estabilidade necessária para buscar outros projetos “por fora” mais tranquilamente.

O problema do foco

Renda extra.
Renda Extra: mantenha o foco.

A palavrinha mágica, que citei em quase todos os tópicos acima, e cito em quase todas as minhas postagens é foco. Sem ele, nada somos. E alcançar esse cálice sagrado da super concentração a longo prazo é difícil, pelo menos para mim.

Estudar a tecnologia XYZ ou a ABC? Criar um novo site que vende Frangos Albinos ou uma rede social para Blogueiros Tetudos? Da mesma forma que o mundo atual nos oferece uma enxurrada de opções, nossa cabeça fica perdida para decidir em que apostar todas as fichas. Mas, afinal, é necessário escolher uma coisa só? Não é possível ser focado em tudo? Ou ter um foco mais abrangente, por exemplo, “focar em ganhar dinheiro extra” ou “focar em vários pequenos empreendimentos” ?

É uma discussão que daria várias e várias linhas e comentários. O que é preciso para termos foco? Devemos fechar os olhos para todas as outras opções que a vida/internet/globalização/mercado nos dá?

Até hoje, meu amigo, eu não descobri.

Dedicação e disciplina realmente dá resultado?

Parece história de contos de fadas: a pessoa nasceu pobre, estudou em escola pública, catava latinhas para sobreviver, estudava no tempo livre e  conseguiu passar em medicina na melhor faculdade do Brasil. Não estou querendo minimizar ninguém, muito longe disso. O que eu quero é ilustrar um consenso mundial do “work hard”. Até que ponto devemos trabalhar duro, dedicar e investir tempo e energia em algum negócio (seja estudo, empreendimentos, relacionamentos) para que ele dê resultado? E se ele nunca der resultado?

Eu acredito que quando se trabalha com disciplina, dedicação e foco sempre há um resultado. Talvez não um resultado financeiro, mas com certeza um resultado intelectual. O tanto de coisa que se aprende quando se envolve em algo é surpreendente, é quase uma nova faculdade. É a vida jogando seu jogo.

Conclusão

Procure um nicho interessante e aposte sua energia e seu tempo nele, o mínimo que você vai ganhar é muito conhecimento e experiência. Eu penso dessa maneira, tanto que já tive milhares ideias na vida e nenhuma definitivamente “foi para frente”, digamos assim.

O que interessa é o quanto você aprendeu para evitar os erros futuros. Um dia a gente acerta a mão e descobre o Santo Graal da Independência Financeira.

Com certeza não é da noite para o dia, nem como mágica, porém existem nichos mais propensos a dar resultado do que outros. Nos resta achar um ramo específico e trabalhar em cima. Seja para desenvolvimento intelectual, emocional, profissional.

Abraço.

CompartilharTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

4 Comentários

  • Cowboy Investidor (#)
    4 de abril de 2017

    Olá MP,
    Excelente dicas. Atualmente estou querendo ter uma renda extra, mas está complicado encontrar uma área. Apesar de ser de TI não pretendo trabalhar nesta área como freelancer.

    Abraços.

    • Editor Poupador (#)
      4 de abril de 2017

      Pois é, Cowboy!

      Tá difícil mesmo, hehehe

      Abraço

  • AlcyrdeJesus (#)
    7 de abril de 2017

    07:08:04 Exelente conteude deste site. Meus parabens!