Televisão: por que você não deve assistir

Olá, hoje vou escrever um pouco sobre a televisão e os males que ela causa para você, para sua família, para seu cérebro e seu bolso.

A televisão surgiu como uma revolução anos atrás. O entretenimento que ela propunha era diferente de tudo na época, quando o pessoal estava acostumado apenas com rádio, leitura e espetáculos ao vivo.

E, realmente, foi uma revolução. A televisão ajudou a divulgar melhor as informações, além de entreter e marcar o avanço da tecnologia da humanidade, nada mal.

Porém, como tempo e o avanço do capitalismo, a televisão começou a ser monetizada e todos os produtores só visavam o lucro acima de tudo. Como era o único entretenimento que os lares tinham, os grandes canais se aproveitavam e colocavam anúncios e mais anúncios. Ok, sem problemas até aí também, afinal, eles tem que sobreviver de alguma forma.

A grande virada

Na minha opinião, após o surgimento da internet foi quando nós vimos realmente o mal que a televisão pode nos causar. Como a internet nos provê informação sob demanda, notamos o contraste de tecnologias.

A diferença é gritante:

  • TV: programas para todos os tipos de pessoas, tentando agradar todo mundo;
  • Interwebs: você vê, assiste, lê, busca o que quer. Se quiser.

Viu só?

Os males da televisão

Para ser sucinto, listarei alguns males que a televisão causam a você, a sua família e a seu bolso:

  • Te obriga a ver o que ela transmite;
  • Abusam da sexualidade e violência em quase todos os programas;
  • Visam sempre o lucro, não pensam no telespectador;
  • Te obrigam a seguir o padrão que a sociedade impõe;
  • Te faz comprar coisas que não precisa para resolver os problemas que não existem;
  • Etc, etc, etc.

 

Entre inúmeros outros.

Televisão ruim.
Um dos piores tipos de programas da televisão aberta. Nada contra o apresentador, que até que é um bom jornalista, mas o formato do programa é um lixo.

 

Minha relação com a televisão

A televisão e o mascote.
Mascote do Mestre (mais um…) forçando ele a desligar a televisão. Chega por hoje.

Sempre assisti, desde criança. Mas quando me envolvi mais com a Internet, desapeguei quase totalmente. A única coisa que assisto na televisão é futebol ao vivo do time que torço. Só! E por que não passa na internet de uma forma estável, senão já teria abanado a quadradona de vez.

Como a televisão influencia seu orçamento doméstico

Simples, como citei acima, a televisão te obriga a seguir o que a sociedade impõe: seja linda como as atrizes globais usando esse shampoo caro para caramba. Tenha esse tênis da moda que você vai fazer sucesso. Compre esse computador, alugue isso, compre aquilo…

Televisão e o acidente de Chernobyl.
Isso a televisão não mostra.

Além disso, as televisões por assinatura estão cada dia mais caras. Pacotes com dois mil canais para quê? Você só vai assistir dois, no máximo. Você não assiste dois mil canais nunca. E paga caríssimo por isso.

Mais uma: os aparelhos de televisão estão cada dia mais caros também. Toda semana surge uma nova tecnologia, a da vez é a 4K, que eleva os preços lá pra cima!

A televisão e as crianças

Impossível deixar as crianças em frente a televisão como antigamente sem supervisão. Atualmente o programa da Fátima Bernardes (para citar um exemplo) fala de temas polêmicos (e adultos) às 10 da manhã, horário que tem muita criança em casa. Um absurdo.

Antigamente, lembro de ficar na televisão, nas férias, do momento que acordava até o momento de ir dormir, só vendo desenhos, programas infantis, filmes… Hoje em dia isso não e mais possível.

 

Beleza, então, ok. Mas como devo fazer para me livrar desse traste, ó Mestre?

Televisão x Netflix.
A relação do Mestre Poupador com os milagres da Internet. Nada de televisão, hue.

Calma. Não quero que você se livre da televisão. Hoje em dia ela é muito útil: as televisões modernas tem suporte à Netflix e ao Youtube, o que facilita e muito a nossa vida, além de prover mais conforto, pelo tamanho da tela.

Além disso, ver um pouquinho por dia não vai te fazer mal. Só quero te alertar aos males que ela traz, para você ficar vacinado. Se você acha que ela não te faz mal, vá em frente.

Vou dar apenas alguns pitacos para você refletir:

  • Trocar os programas “nativos” da televisão pelo NetFlix, Yotube;
  • Substituir jornais sensacionalistas e tendenciosos por notícias na internet;
  • Trocar o “momento família” na frente da TV por um passeio no parque, no shopping, ou um jantar em casa;
  • Cancelar a televisão por assinatura;
  • Não ficar mais que uma hora vendo televisão, exceto jogos de futebol. Brincadeira, esse é o meu caso. O que quero dizer é para não abusar.

O tempo perdido na televisão

Já pensou que as horas e horas gastas em frente à tela poderiam ser substituídas por leitura útil, exercícios físicos, passeios, estudos, trabalhos extras? Pense nisso.

Quando sentar para  ver televisão, coloque um cronômetro de 25 minutos (post futuro is coming). Quando ele apitar, saia e vá fazer algo produtivo!

Conclusão

Amigão, não sou radical a ponto de mandar você jogar a televisão no lixo. Só quero que você pense bem que o tempo perdido à frente desse aparato doméstico poderia ser utilizado em outra coisa útil.

Relaxar é importante, sim. Mas não abuse da televisão. Além disso, podem existir outras formas de relaxar, descansar e gastar o tempo.

Deixe sua opinião nos comentários. Quero saber se pensa como eu.

Um abraço e até a próxima!

A importância de estabelecer metas… e cumprí-las

Leitor Poupador, você estabelece metas diárias, semanais, mensais, anuais? Como você controla sua produtividade, seja no trabalho, na escola, ou em casa? Você anota as coisas? Você anota seus gastos?

Nesse post tentarei dissertar um pouco sobre a importância de estabelecer metas na sua vida.

 

O que são as metas?

Sim, é uma indagação idiota. Todos sabem o que são metas. Mas o que nem todos sabem é que as metas estão lá para serem cumpridas.

Cumprir as metas envolvem muita força de vontade. Não é fácil. Inúmeros obstáculos aparecem na hora de fazermos o que temos que fazer (aka procrastinação).

O que funciona para mim é: anotar. Ponha o que você tem que fazer no papel, agenda, Wunderlist, lembretes do celular. Mas anote. Quando você anota, uma atmosfera de obrigatoriedade e pressão surgem no seu subconsciente. Pelo menos para mim é assim.

Quando eu anoto, eu estou oficializando meu dever de resolver isso no menor tempo possível.

Experimente.

A ótima sensação de metas cumpridas

A melhor sensação do mundo não é cumprir metas, e sim RISCÁ-LAS do papel, agenda, Wunderlist, lembretes do celular. Loucura, não? Mas é assim que nosso cérebro funciona: dando recompensas instantâneas para cada dever cumprido. É mais ou menos como os videogames fazem.

Você acha que eu queria estar aqui escrevendo isso? Não, tô cheio de filme de Netflix para ver, cheio de vídeo legal no YouTube e uma biblioteca de jogos na Steam recheada. O que faz eu sentar aqui e escrever é a obrigatoriedade que me propus a cumprir quando decidi: em 2017 iniciarei o blog e vou escrever várias vezes na semana (meta anual). Quando risco algum item da minha lista de tarefas tenho a mesma sensação de tomar um copo de cerveja.

Metas
Nossa, que meta mais… suculenta

Condicione seu cérebro para isso ocorrer com você. Sua produtividade triplicará, garanto.

Metas diárias

Reserve um espaço no seu papel, agenda, Wunderlist, lembretes do celular (entenderam, né) para anotar as suas pequenas metas diárias. As minhas são, basicamente: exercício físico, ler artigos de alguma língua estrangeira, escrever para o blog, estudar TI. Isso são metas inerentes ao meu dia. Quando termino o dia e elas não estão cumpridas, fico bolado.

Metas semanais

As metas semanais são mais espaçadas que as diárias, obviamente. São tarefas que você deve realizar para manter o controle de sua semana, e geralmente você deve executá-las aos finais de semana. Por exemplo: ir na feira ou no supermercado, faxinar algum cômodo da casa, cuidados pessoais (barba, etc.)…

Metas anuais

As metas anuais são as Metas Oficiais Que Não Serão Cumpridas. É ou não é? Quantas pessoas que você conhece cumpriram as metas que traçaram no dia 1/jan? Não é fácil, mas é por isso que elas existem. Imagine você, no reveillón desse ano, olhar para trás e dizer: “Cumpri o que foi planejado!”. Imagine a sensação maravilhosa!

Metas
Tá vendo aquela meta ali? Não vou cumprí-la esse ano, rs

As minhas metas para esse ano, são, entre outras:

  • Manter o ritmo nos exercícios físicos;
  • Ficar fluente em inglês;
  • Manter o blog ativo;
  • Retirar os sisos;
  • Aprender uma nova linguagem de programação;
  • Usar agenda (q?);
  • Tentar ingressar em um programa de pós-graduação (mestrado).

Até agora, graças a um rigoroso planejamento (nem sempre…), estou conseguindo. Devagar, mas estou.

Faça suas metas para 2017 já. Anote no seu papel, ag… (hehehe) e deixe sempre à vista. Aquilo vai olhar para você, você vai olhar de volta, e a vergonha de não estar cumprindo nada e ter o mesmo estilo medíocre de vida do ano passado vai acabar contigo. Tô bravo mesmo! Mexa essa bunda gorda!

As metas do seu orçamento

Para não sair da temática do blog, o estabelecimento de metas diárias, semanais, anuais, etc. no que tange suas finanças pessoais seguem a mesma metodologia.

Antecipe seus gastos. No meio do mês de março, faça o planejamento dos gastos de abril. Claro que nem sempre tudo será como o planejado. Sempre há imprevistos. Mas anotando tudo e, principalmente, tentando prever o que não se prevê, você fica vacinado contra surpresas indesejáveis.

Nas finanças, use planilhas, ou até o próprio Wunderlist, já citado muito por aqui. Mas mantenha um controle rigoroso do que entra e do que sai, e faça uma antecipação dos gastos do próximo mês. Inclusive colocando uma porcentagem para os aportes mensais. Não deixe de aportar. Nunca.

O uso da agenda

Uma das minhas metas para 2017 é usar regularmente a agenda. Apesar de eu ser da área de TI e ter praticamente toda minha vida no computador, quis andar na contramão e fazer uso de uma agenda diariamente. A agenda é melhor que o computador por que você pode levá-la para qualquer lugar, e pode rabiscar, fazer traços, setas, cores, desenhos muito mais rapidamente. É como se fosse um “ambiente de testes”, onde a imaginação, o controle e a criatividade não tem limites.

Na agenda você é livre para planejar seus próximos projetos, ou seus aportes do próximo mês, ou seja lá o que for. Você não fica restrito aos caracteres do teclado nem à tela LED.

Não estou dizendo para você abandonar o computador. A agenda é um acessório que ajuda muito na sua produtividade. Anote, rabisque. Anote de novo. Rabisque. Puxe setas, use marca texto. Cole marcadores de página. É lindo.

Conclusão

Meu amigo, o que quero te dizer com esse post é que você tem que começar a controlar mais a sua vida. Só pode ser melhorado o que é medido, já dizia algum célebre.

Anote, cumpra suas metas, risque-as, passe para a próxima. É assim que a produtividade aumenta!

Acabei de bater minha meta do dia de escrever para o blog, haha!

Um abraço do sue amigo Poupador.

Aumentando a produtividade e economizando dinheiro com o Wunderlist

E aí, gente boa?

Mais um post pra vocês e dessa vez vou falar de um aplicativo revolucionário. Ele aumentou bastante minha produtividade e, como consequência, me fez gerir melhor os gastos.

Ele se chama Wunderlist. Não irei fazer um tutorial passo a passo de como usar, por que, na boa:

  • Isso é o que mais tem na internet. Meu site só seria mais um do mesmo;
  • O aplicativo é muito fácil de usar.

Vamos ao que interessa.

 

Um pouco sobre produtividade e GTD

No mundo capitalista e corrido de hoje, larga na frente quem produz mais em menor tempo, concordam? Logo, produtividade é a palavra da vez. É a virtude a ser conquistada pela maioria dos profissionais. Mas o que raios é ser produtivo? Ser produtivo é fazer acontecer. Fazer as coisas que devem ser feitas, no tempo que devem ser feitas (ou antes). Ser produtivo é traçar metas e objetivos, planejar como conquistá-los e, obviamente, conquistá-los posteriormente.

Existem várias, dezenas, milhares de ferramentas que auxiliam na produtividade. Há uma seção da iTunes Store só para isso. Apps e mais apps, extensões para navegadores, planilhas, canais no youtube, blogs… Enfim, conteúdo e ferramenta é o que não falta.

Uma metodologia interessante sobre a produtividade é chamada GTD – Getting Things Done. Em uma tradução muito ao pé da letra significaria “Tornando as coisas feitas”. Soa meio estranho, então no nosso Brasilzão se resumiria em algo como “Faça as coisas!“, ou simplesmente “Faça!“.

Existe muito material (livros, etc.) sobre a metodologia. Não é o objetivo do post detalhá-los, mas somente pelo nome já dá para se ter uma ideia: chega de procrastinação e vá resolver as pendências que estão na sua mesa!

Um dos caminhos para ser mais produtivo é, entre outros, escrever listas de tarefas. Classificar, dividir (no inglês usam muito isso para o ensino, chamam de “chunking“), fragmentar.

Exemplo:

Ir ao supermercado

  • Leite
  • Óleo
  • Ovos
  • Chá Verde com Abacaxi

 

Mais um exemplo:

 

Projeto ABC

  • Terminar slideshow
  • Agendar reunião
  • Enviar email para equipe
  • Fazer o relatório
  • Submeter ao setor XWY

 

Vocês sacaram a ideia né? Viram que temos uma visão ampla, organizada, metódica, dos afazeres.

 

Um pouco sobre o Wunderlist

Ned Stark preocupado com as tarefas agendadas no Wunderlist

No embalo da produtividade, GTD e listas (a cereja do bolo da produtividade), foi lançado anos atrás o app Wunderlist.

Wunderlist: tanto para PC quanto para mobile.

O app faz suas listas, e faz sublistas de suas listas, e oferece a opção de colocar anotações, anexar aquivos, compartilhar com alguém tudo isso.

Ele está disponível para mobile e também possui seu site. Ou seja, quando no escritório você pode usar o navegador para acessar. Quanto estiver na rua, use o mobile. Eles se sincronizam automaticamente.

Você pode definir lembretes (notificação), se quiser. Além disso, ele divide suas tarefas do dia e da semana.

Enfim, acredito que não seja necessário eu detalhar aqui todas as funções do programinha, como disse acima.

Caso queira conhecer mais sobre o Wunderlist, acesse o site oficial

O que mais gosto no Wunderlist: sua simplicidade, a possibilidade de compartilhar tarefas com outras pessoas e sua sincronia PC-Celular.

 

Como o Wunderlist me ajuda a economizar?

Bom, isso é um tanto quanto pessoal, mas vou deixar minha opinião aqui mesmo assim.

Com o Wunderlist você tem uma melhor gestão de suas tarefas. Consequentemente, caso você o use também para suas compras (lista de supermercado, itens a comprar para o escritório, por exemplo), isso te forçará a ter um planejamento e anotar o que vai comprar ou não.

Entenderam o raciocínio? Se tiver tudo anotado (e planejado), a chance de não gastar com nada supérfluo é maior.

Anotando tudo o que você realmente precisa, você evita os gastos com coisas desnecessárias. Te força a anotar, a planejar, a raciocinar… e te faz gastar menos!

No futuro farei um post sobre lista de compras para supermercado, mas o conceito é o mesmo. Se você anota tudo o que sua casa precisa naquele momento, você perde muito menos tempo e muito menos dinheiro ao ir ao mercado.

Usando o Wunderlist você passa a ter uma consciência mais organizada, o que te faz ser mais organizado em outras áreas também.

Como começar?

É fácil. Baixe o aplicativo e brinque uns dias com ele. Quando estiver acostumado, passe a usá-lo de verdade. Antes disso, ponha no papel o que você quer controlar primeiro: se são suas compras, seus projetos no trabalho, sua lista de filmes a assistir, detalhes sobre sua vida acadêmica, etc.

Após focar em uma área somente, passe para as outras, até ter um controle por completo. Vá se acostumando devagar, de forma incremental.

O mal do excesso de controle

Só tenha cuidado para não focar demais no controle e nas anotações e se esquecer de realmente fazer as coisas. Controle em excesso é prejudicial.

Programe um tempinho para organizar seu dia ou sua semana e depois foque em realizar as tarefas. Quando acabar, volte ao Wunderlist para atualizar.

Conclusão

E é isso pessoal. Eu uso o app há anos e foi muito bom para mim, me ajuda bastante a organizar a cabeça com as tarefas do dia a dia.

Espero que gostem, depois relatem suas experiências aqui nos comentários.

Até a próxima!

Wunderlist, um bom presente para os organizadinhos.

Do minimalismo: o que é, vantagens, como se tornar um adepto

Olá amigos,

hoje vou falar um pouco sobre o minimalismo. Siga lendo…

O que é minimalismo?

O minimalismo é a prática de diminuir posses, evitar excessos, ser objetivo, simples, prático. O minimalista, na maioria dos casos, só adquire o que realmente necessita. Só tem em casa o que é necessário. O minimalista vai direto ao ponto, não dá rodeios, não “enche linguiça”, não maquia demais. O minimalista tem uma vida simples, porém completa. O minimalismo é o desapego das coisas materiais.

O minimalismo existe em todo o lugar. Você pode sempre comprar menos, ter menos, falar menos, escrever menos… E com todos esses menos, ser mais!

MENOS É MAIS.

A vantagens do minimalismo

Ser minimalista traz algumas vantagens. As que estou me lembrando agora são:

  • Poucas coisas = poucas coisas com o que se preocupar
  • Poucas compras = dinheiro rendendo
  • Poucas posses = mais valor ao que tem
  • Poucas compras = usar o produto/bem até ele estar completamente inutilizável
  • Poucas coisas = poucas coisas a perder (caso dê bad)
  • Poucas palavras = objetividade = produtividade
  • Poucas roupas = espaço no guarda-roupa
  • Menos malas = menos peso = menos preocupação no aeroporto
  • Morar em um apartamento pequeno = ter menos espaço para colocar coisas inúteis
  • Vocês entenderam né? Quanto menos, melhor.

O que me faz ser um adepto ao minimalismo?

Eu sou minimalista por sempre tentar simplificar as coisas. Papéis inúteis eu jogo fora. Embalagens que não serão usadas, lixo. Livros e revistas, como citei aqui, desovei a maioria.

Veículo? Tenho uma moto. Mais econômica, ocupa menos espaço, mais prática. Quando preciso de carro uso o da esposa (hue hue hue).

Quanto aos gadgets, vendi ou me desfiz da maioria. Já citei aqui também como me livrei do meu Kindle. Celulares antigos eu tento vender antes de comprar o novo. Videogame portátil foi-se embora também.

Meu escritório tem: uma mesa, uma cadeira, uma estante pequena para entulhar as coisas e só.

Meu quarto tem: minha cama, dois criados mudos e meu guarda-roupa. Só.

Desktop do computador? haha, só a lixeira.

Vegeta impressionado com o minimalismo do Mestre Poupador

O principal motivo de eu ser minimalista é a despreocupação com os bens materiais. Quanto mais coisas se tem, mais preocupação é envolvida: onde guardar? Como manter? E se eu não usar? Como me desfazer disso no futuro? Será que paguei caro ou barato nisso?

Minha carteira: cartão de débito, cartão do plano de saúde, carteira de habilitação, algumas notas de dinheiro. Só! O cartão de crédito deixo em casa, para NÃO usar.

Até nesse blog aqui eu tento ser o mais minimalista possível, embora não esteja conseguindo.

Qual é o reflexo do minimalismo nas finanças pessoais?

O reflexo é nítido. Tendo menos coisas você gasta menos para mantê-las, óbvio.

Com o tempo você se acostuma e passa sempre a refletir bem antes de adquirir algo.

Quanto menos coisas se tem, mais fácil gerenciá-las. E você não se apega a nada. Somente em sentimentos, momentos, vivências, et cetera.

Como me tornar um minimalista, Mestre das Poupanças Gordas?

Comece desapegando de itens que não utiliza mais. Tente vendê-los, doá-los. Faça um limpa na sua casa. Deixe somente o que é realmente importante para você. Doe roupas que você não usa ou transforme-as em outras coisas (uma calça vira uma bermuda, por exemplo. Uma camiseta velha vira uma flanela.).

Desfaça-se de livros que já leu e não tem nenhum valor pra você. Faça o mesmo para as revistas. Venda os jogos que já jogou. Conserte as coisas que estão quebradas e faça uso ou venda/doe.

Minha nova tatuagem

Fique com o que acha realmente necessário.

Após isso, reflita bem sobre seu modo de vida atual. Veja se você está sendo um consumista compulsivo. Pare de gastar dinheiro à toa. Pense bem antes de qualquer aquisição.

 

Conclusão

Amigos, uma vida minimalista só tem a acrescentar. Pesquise mas a respeito do assunto e passe a se comportar como um minimalista, você só vai ganhar.

Espero que tenha te ajudado com esse post.

 

Até a próxima!