Mudei minha planilha da Independência Financeira: clique e conheça a nova

EDIT 01/05/2017: Amigos, a planilha apresentava um ERRO! Corrigi e a nova versão já tá no ar, link no EDIT abaixo.
EDIT 25/04/2017: Pessoal, converti a planilha para o Excel, ela está aqui para download. Desfrutem e comentem!

Adoro esses títulos sensacionalistas hahaha. Então galera, mudei minha estratégia e refiz minha planilha que controlo a Independência Financeira. Tinha dito aqui que havia pensado nisso.

Desde quando eu comecei a me aprofundar nos estudos de finanças e investimentos (há cerca de uns 8 meses, por aí, talvez um pouco mais que isso) eu uso a famosa e popularíssima “Planilha do AdP”.

A Planilha do AdP é uma planilha feita pelo nosso ilustre Além da Poupança. Essa planilha é completa, intuitiva e semi-automática: é maravilhosa! E é/foi útil para mim por todo esse tempo. Acompanhei meu caminho rumo à IF por ela, sempre preenchendo conforme as instruções.

Utilizar a planilha do AdP é muito simples. Lembro que na época fiz até um email passo a passo para mostrar para o meu irmão. Ficou mais ou menos assim:

Ler os artigos nessa sequência:
1 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-errada-seus.html
2 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus.html
3 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus_28.html
4 – http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/planilha-de-acompanhamento-de.html

Me lembro, inclusive, que transformei a planilha dele em planilha do Google Docs.

O fato é que a divisão por cotas muitas vezes me deixava confuso. Eu via os números em vermelho e estranhava. Será que algo estava errado? Será que lancei da forma correta?

Como sou leigo,tinha essas dúvidas martelando na minha cabeça, o que fazia com que eu refizesse todas as contas novamente para ver se o cálculo batia.

Não estou criticando, tampouco duvidando da planilha do AdP. Pelo contrário. Estou é duvidando é da minha capacidade de fazer as coisas certas hahaha. Como eu disse acima, a planilha ele é ótima.

Enfim, como sou da área de TI e gosto de trabalhar/aprender Excel, decidi criar a minha planilha do zero. Muito mais simples, muito mais resumida e com informações que seria úteis para mim.

Por exemplo, apesar de o raciocínio ser correto, não quis dividir meus investimentos em cotas. Fiz da forma mais simples e leiga possível, para que eu tenha segurança nos cálculos e, posteriormente, poder ir incrementando a planilha com procedimentos mais complexos.

Ela se assemelha bastante com a do AdP. Só que, como eu disse, tem menos campos.

Planilha IF
Consolidado: soma de todas as aplicações (valores fictícios)

A aba Consolidado soma tudo das outras abas automaticamente e te informa sua situação atual.

O que eu fiz é criar os campos Rendimento e Aumento. Vamos explicá-los.

Campo rendimento

No rendimento, calculo o retorno que o investimento teve desconsiderando (diminuindo) os aportes. Assim posso ter ideia, por exemplo, se o FII está rendendo bem ou não.

Exemplo:

Carteira em abril: R$1000
Aporte: R$100
Carteira em maio: R$1110
Rendimento: (Carteira em Maio – Carteira em Abril – Aporte) / Carteira em Abril = 0,01 (1%)
Na conta acima usei a fórmula que aprendi com o AdP: (Situação Nova – Situação Antiga) / Situação Antiga

Apesar de eu ter aumento o patrimônio em R$110, R$100 são do aporte e somente R$10 são do rendimento. Para mim é importante saber isso: o quanto rendeu independentemente do aporte.

Nota: posso estar fazendo a conta errada, se puderem  me ajudar aí nos comentários, agradeço!

Campo Aumento

No campo Aumento, óbvio: quanto meu patrimônio aumentou de um mês para o outro considerando o aporte e os rendimentos.

No exemplo acima, meu patrimônio aumentou de R$1000 para R$1110, ou seja: 11%.

As abas Poupança, TD e FII são idênticas, exceto pelo valores a serem preenchidos, lógico.

Planilha IF
Aba Poupança (valores fictícios)

Obviamente a poupança não rende 9,66% nunca. Os valores são fictícios para eu repassar para vocês. O que é interessante de se notar é que, quando não se tem aportes no mês, o campo Rendimento é igual ao campo Aumento.

Ao final do ano, em dezembro, é só lançar o campo inflação que a planilha te informa seu rendimento real aproximado (cópia do AdP também).

Planilha IF
Aba Fundos Imobiliários (valores fictícios)

É necessário fazer uma observação na aba dos FII. Eu criei outras abas, uma para cada FII, para que eu tenha um controle rigoroso sobre eles. Porém, caso você não queira seguir essa dica, faça uma aba com o consolidado, como essa acima, somando todos e lançando aí.

Planilha IF
Aba Tesouro Direto (valores fictícios)

 

Quando lançar as informações?

Talvez não tenha ficado claro a metodologia que utilizo.

Todo mês, de preferência entre o dia 1º e 3, por aí, eu acesso o site do CEI BOVESPA para ver meus títulos aplicados. Esses valores que me servem de parâmetro para lançar na planilha, entenderam?

Alguns preferem utilizar os valores que estão na corretora. Apesar de os valores serem iguais na maioria das vezes, pode haver alterações de um para outro se levarmos em consideração as taxas da corretora, por exemplo. Acesso o BOVESPA por que lá tem um valor cru, líquido. Posso estar enganado, claro. Mas acho que assim fica bom para meus cálculos.

Acesse o canal do CEI BOVESPA por aqui cei.bmfbovespa.com.br.

Ah, para retiradas, é só lançar valores negativos no campo Aporte.

Conclusão

Amigos, não quero desmerecer a planilha do nosso amigo AdP, nem tentar copiá-lo de alguma forma ou diminuir seu trabalho, longe disso!

O que eu fiz nesse post foi apresentar uma alternativa (a minha alternativa) para a planilha do nosso amigo. Eu fiz algumas edições e adaptações que facilitariam as coisas para mim. E quis expor para os leitores.

Como sabem, eu ainda estou aprendendo e quanto mais eu fuço no Excel e nos cálculos, melhor. Por isso optei por iniciar do zero um controle financeiro, sacam?

Caso queiram que eu disponibilize para download, é só pedir. Na verdade, ela está no Google Docs, então é só eu compartilhar com vocês. Mas vou esperar para ver se há demanda para isso, ok?

EDIT 25/04/2017: Pessoal, converti a planilha para o Excel, ela está aqui para download. Desfrutem e comentem!

Um abraço para vocês, espero que tenham curtido o post!

 

Mp.

 

Da procrastinação: faça agora e não deixe nada para depois

EDIT: Pessoal, reli o texto hoje e reparei em muitos erros de português. Me desculpem, estou corrigindo aos poucos! Fail!

Um dos maiores males do homem moderno, depois da ansiedade é, sem dúvidas, a procrastinação. O advento da internet e das mídias sociais transformaram qualquer atividade em tarefas extremamente penosas. Hoje vivemos o mal do “amanhã eu faço”, “daqui a pouco resolvo” ou “nah, isso não precisa de minha atenção agora”. Talvez seja por isso que o mundo está assim (caótico?).

As notificações dos celulares e navegadores quebram o foco e nos fazem ter de recomeçar a processo de concentração tudo novamente.

Mas não é só a tecnologia a culpada de tudo. O ser humano naturalmente evolui para tentar tornar tudo mais fácil, mais prático e mais rápido. Qualquer trabalho que fuja dessa tríplice moderna é considerado ardiloso, difícil, complicado, demorado.

Qual o problema em se fazer algo difícil? Nenhum.

Além disso, a procrastinação pode fazer você gastar mais grana, ou deixar de ganhar. Sabia disso?

Mais sobre

Procrastinação vem do latim e significa adiamento. Tudo pode ser deixado para depois, o que interessa agora é meu prazer momentâneo. Isso é ou não uma epidemia? Uma doença que acaba com a produtividade de qualquer um?

O ato de procrastinar leva a pessoa a um ciclo vicioso infinito. Ela não faz o que tinha que fazer, essa tarefa se acumula com outras e depois vira uma enorme bola de neve a qual não é concluída nunca. A pessoa fica perdida.

Os potencializadores da procrastinação

Nessa nossa análise podemos inferir alguns aliados da procrastinação.

Celular e seus filhos (“feice”, twitter, whatsapp, etc. etc. etc. etc. etc.)

Com certeza o pior deles. O celular e suas notificações acabam com qualquer tarefa. Quando você começa a se concentrar, chega uma mensagem no whatsapp ou facebook.

Procrastinação
Bob esponja curte a procrastinação. Não seja como ele.

É natural do ser humano a curiosidade. A pessoa não aguenta esperar acabar a tarefa para ler o que a pessoa enviou, ou o que quer que seja. Ela checa a notificação na hora, e quebra todo o ciclo da concentração. Minutos depois, ele tem que recomeçar do zero. Muitos especialistas já falaram que demoramos, em média, 10 minutos para alcançarmos o ápice da concentração (o qual não dura mais que 30 ou 40 minutos). Ou seja, nossa concentração, além de ser difícil de conseguir, é volátil. Precisamos mantê-la sempre na sua melhor forma.

Barulhos externos

Isso é um fator mais pessoal. Existem pessoas que a concentração é tão alta que pode cair o prédio vizinho e ela não percebe. Eu não sou assim.

Um latido de cachorro, uma sirene, buzina ou vozes altas nas redondezas não me deixam focar. É comum eu usar a playlist de foco do Spotify para alcançar a atenção plena. Por isso é tão importante trabalhar em locais silenciosos.

Televisão

A televisão é uma outra grande vilã. Aquelas propagandas sensacionalistas chamam a atenção da gente, mesmo que em outro cômodo ou no vizinho.

Filmes com tiroteios também é outra coisa que acaba com o foco. Ponha os fones de ouvido! Ou desligue a TV.

Falta de atenção natural

Tem os casos em que a pessoa tem um déficit de atenção (não estou falando da “patologia”, e sim dos casos que a pessoa não tem muita capacidade de foco mas não chega a ser um distúrbio). Qualquer mínimo barulho ou acontecimento fora do comum a faz sair do foco. E para voltar para ele é um Deus nos acuda! A pessoa fica perdida nos seus pensamentos, divagando e sonhando acordado. Não deve ser fácil!

Como se livrar da procrastinação

Coloque o celular no modo silencioso/não perturbe

Nos celulares Apple tem o recurso do Não Perturbe. Use-o. Desligando as notificações é um avanço enorme para você pode resolver aquela pendência.

Lavar a louça, lavar o tênis, fazer um trabalho da faculdade, terminar a planilha para o chefe, responder os emails: desligue seu celular e faça isso em menos tempo que você imagina.

Use fones de ouvido

Uma das vantagens do fone de ouvido é te ajudar a manter o foco. Coloque playlists de foco, música clássica ou qualquer outro tipo de música que vai te ajudar (tenho um amigo que só estuda ouvindo heavy metal).

Focado, é mais difícil você parar a tarefa e ser iludido por outras mais prazerosas.

Peça ajuda

Explique para seus familiares que irá começar um trabalho importante e precisa de silêncio por 25 minutos. Sem TV, sem som, sem conversas altas, sem portas batendo, sem interrupções etc.

Se eles estiverem do seu lado, sua produtividade irá triplicar!

Use pomodoros

Não vou ficar massando barro e falando dos pominhos em todo post. Entre aqui e você entenderá o que estou dizendo.

Use metas, objetivos, conquistas

Também é outra técnica importantíssima para fazer as coisas acontecerem. Como disse no tópico acima, não quero ficar repetitivo. Entre aqui e leia, ou releia, sobre o Wunderlist. Ou aqui para ler meu artigo sobre as metas.

Se mantenha motivado

Meio idiota esse tópico. Apesar de ser extremamente difícil, tente encontrar a sua motivação pessoal para cada tarefa realizada. Se dê recompensas pequenas e contínuas a cada tarefa finalizada.

Com certeza irá se sentir melhor.

Simplesmente faça

Se nada der certo, simplesmente se obrigue a fazer aquilo, mesmo que seja se arrastando. Infelizmente, você não tem opção. Esqueça o facebook e o whatsapp por alguns minutos e foque na sua atividade. Quando acabá-la, descanse por alguns minutos (agora sim, corra para as mídias sociais ou videogames) e volte ao ciclo da produção infinita, rs.

Use uma aba por vez

Navegadores modernos nos permitem abrirmos zilhares de abas. Esqueça. Se for responder seus emails, deixe somente a aba dos emails aberto. E desligue as notificações do navegador!

Procrastinação
Chapolin não leu sobre procrastinação.

Temos uma vontade inquietante de verificar as outras abas recorrentemente. Tente manter somente uma.

Como a procrastinação acaba com sua saúde financeira?

Manutenção dos bens

O bom procrastinador vai deixar pra depois o conserto do carro, a manutenção da máquina de lavar e a pintura externa da casa. Claro que vai! E sabe o que vai acontecer? Vai chegar um dia em que tudo isso irá ser juntar e demandar um grande esforço físico, psicológico e, principalmente, financeiro para colocar tudo no lugar.

Mantenha. suas. coisas. funcionando. perfeitamente. sempre. Assim você não deixa acumular e não precisa gastar uma fortuna de uma vez.

Contas a pagar

Pra que pagar hoje se só vence daqui 10 dias? Ok, para quem tem um controle total sobre seu dinheiro, pagar em dia não é nenhum problema. Mas para aqueles que a mão coça para torrar tudo é bom pagar a fatura antes que ela vença. Sem contar que o pagamento pode dar problema e você ter de pagar multa…

Não adie as contas! Se tem caixa suficiente, pague.

Cursos de capacitação ou línguas

Muitas pessoas empurram o aspecto intelectual/profissional com a barriga. Deixam a pós-graduação para o ano que vem. O curso de língua para depois que o filho crescer, etc. Não procrastine! Faça agora, enquanto há energia e tempo. Você não sabe o dia de amanhã.

Organize seu dia, organize sua vida. Hoje, com a internet, tem-se inúmeras opções para aprender gratuitamente, aproveite.

Organização do orçamento

Para os desorganizados e procrastinadores não há paz nem ordem. Imagina quando se trata de organizar as finanças pessoais? O cidadão sai correndo como se não houvesse amanhã. Só para citar algumas coisas que incitam esse comportamento:

  • Preguiça de mexer com números;
  • Preguiça de fazer contas;
  • Medo de ver o tamanho da dívida;
  • Falta de vontade de organizar a papelada;
  • “Tem tanta coisa muito mais interessante para se fazer” (mantra do procrastinador).

Conclusão

Amigões, façam o que tem que fazer logo.

Quanto mais rápido vocês resolverem as pendências, mais rápido terão tempo livre para o Netflix, Candy Crush, Campeonato Brasileiro, capitche?

Comentem aí, amigos!

Abraço

Como ganhar renda extra: a busca do Santo Graal da Independência Financeira

Um dos assuntos mais comentados na blogosfera financeira, aka Finansfera, é a tal da Renda Extra. No contexto desse post, Renda Extra se difere de Renda Passiva, que são os rendimentos obtidos pelas aplicações, sem trabalhar ou quebrar a cabeça para isso, ou seja, renda passiva mesmo. O que quero comentar hoje é sobre a Renda Extra, aquela que você ganha fazendo “bicos” ou trabalhos importantes fora do horário comercial ou fora do seu ambiente de trabalho normal (titular).

Como ia dizendo, a busca pela melhor forma de Renda Extra é bem comentada na Finansfera, e também fora dela. Já li sobre muita coisa, e também já tentei muita coisa. Vamos tentar esclarecer alguns pontos de vista aqui. Aguardo vocês nos comentários.

Renda extra
Shut up and give me minha Renda Extra!

Por que buscar a Renda Extra?

Qual motivo leva as pessoas a buscarem um dinheiro extra? Podemos observar que nem todos a buscam, por que muitas pessoas já estão satisfeitas com seu salário atual e preferem praticar algum hobby ou descansar no tempo livre. Outras usam o tempo livre para fazer faculdade ou alguma pós-graduação, nada mais natural.

Mas e aquelas pessoas as quais o trabalho atual não demanda tanto esforço físico e mental e conseguem ter energia para dispender atenções para outros projetos? Esse é o ponto. Algumas pessoas sentem que tem energia e podem produzir o suficiente para tirar um extra ao final do mês.

O fato de chegar em casa após um dia de trabalho e não ter nada produtivo ou recompensador para fazer pode ser a pior tortura do mundo. Nem todos chegam esgotados em casa após um dia de trabalho e querem tentar dar um up na carreira ou no orçamento.

E mais, tentar obter renda extra fora do horário de trabalho (à noite) não é regra. Muitos conseguem produzir algo durante o tempo do trabalho principal. Por exemplo, aquelas pessoas que trabalham com internet e tem um computador e tempo de sobra (às vezes) no trabalho.

Ok, aí acima eu tentei descrever a motivação do cidadão para buscar um extra. Mas e agora? O que fazer? Energia e tempo já se tem, o que falta agora é o principal: o que the hell eu vou fazer?

Qual a melhor forma de se obter Renda Extra?

Freelancer

Muitos profissionais hoje em dia, com a ajuda da interwebs, podem tirar um extra fazendo bicos, trabalhos freelancer por aí. Designers, redatores, tradutores, desenvolvedores… muita gente consegue tirar um dinheiro trabalhando sem horário fixo.

Existem muitos sites por aí que dão essa possibilidade: ao contratante, dá uma forma de encontrar mão de obra; ao freelancer, dá a possibilidade de encontrar projetos. Dê uma fuçada e crie seu perfil… vai que.

Só fique atento para não se candidatar a projetos grandiosos demais, os quais te tiraria muito do seu tempo e sua energia. Pondere e pense muito, ok?

Dar aulas

Existem os tipos de profissionais carismáticos e com a didática no sangue. Gostam de pessoas, gostam de falar em público e tem uma tremenda capacidade de ensinar. Para essas pessoas não há nada melhor que dar aulas, e opção não falta: mande currículo para escolas, para universidades, para sites (hoje em dia as aulas online aumentaram muito). Crie um site para dar aulas! Boa ideia, hein?

Enfim, acredito que não falta oportunidade, só se tem que achar o caminho certo.

Há alguns casos onde o salário das aulas se equipara ao salário do trabalho “principal” da pessoa. Vale a pena!

e-Business

Os comércios digitais invadiram as vidas das pessoas de uns anos pra cá. E esse nicho realmente pode ser uma boa sacada. O problema é ter tempo no início para se dedicar bastante.

Fazer uma carta de venda, prestar suporte, configurar o site, fazer backup, configurar o Google… Não é fácil, mas depois de pegar o fio da meada, pode ser que a poeira abaixe.

O problema do e-Business é que se deve ter bastante expertise e know-how. Talvez valha a pena abrir um negócio online apenar para diversão e aprendizado (com certeza se aprende muito). Porém a dor de cabeça de talvez precisar instituir uma Pessoa Jurídica, contratar um contador e declarar o Imposto motherfucker de Renda, talvez faça as pessoas desistirem.

Enfim, é uma opção. Existem milhares de programas de afiliados por aí. O Google Adwords também pode te ajudar a divulgar sua barraquinha online.

Vender “a porrah da uva”

Ontem eu li um texto de um colega blogueiro, o Mestre dos Centavos, e ri bastante quando ele disse “Vendendo uva!!! Isso mesmo, a porrah da uva!”. Ele se referiu a capacidade que a fruta tem de dar retorno financeiro quando tudo conspira a favor (localização do vendedor, por exemplo).

Palavrões e piadas a parte, hehehe, quero ilustrar com esse tópico (leia o artigo do camarada também) que há dinheiro em todo lugar. A pessoa só tem que fazer a coisa certa e espremer os centavos de tudo quanto é canto.

Dedicação, inteligência e competência: talvez com a junção desses três fatores possa trazer uma grana para você, seja de uvas, seja de aulas, seja de comércios eletrônicos.

Da Renda Extra versus Concurso Público

Em alguns casos, a pessoa prefere investir seu tempo e energia em conhecimento. Conhecimento para ser aprovado em algum Concurso Público, por exemplo. Os concursos públicos são uma das formas mais procuradas de trabalho, devido a sua estabilidade e, em alguns casos, remuneração melhor que a da iniciativa privada.

O problema de estudar para concursos, se é que podemos chamar de problema, é o foco. Para passar em um bom certame é necessário muito tempo de estudo. E aquela bendita reflexão sempre bate à nossa porta: “enquanto me mato nesses livros, eu poderia estar fazendo muita coisa melhor”. A sensação de “tempo perdido” deixa um grande vazio dentro da pessoa. É necessário muito equilíbrio e determinação para escolher esse caminho.

Atualmente eu sou servidor público federal e já passei por isso. Estudei focado por 6 meses para um grande concurso, mas após alguns acontecimentos na minha vida tive que dar uma pausa. Essa pausa me fez refletir um pouco e, atualmente, trabalho como autônomo em TI, como forma de obter renda extra.

Nada impede de voltar a estudar para concursos futuramente. Eu me sentia bem motivado, na verdade. Aprender coisas novas a cada dia é bem recompensador. Mas para estudar assim é preciso foco, tempo, energia, dedicação e dinheiro. Tudo isso somado!

Enfim, caso você opte por esse caminho, boa sorte! É um tiro que, se você acertar, ganha a estabilidade necessária para buscar outros projetos “por fora” mais tranquilamente.

O problema do foco

Renda extra.
Renda Extra: mantenha o foco.

A palavrinha mágica, que citei em quase todos os tópicos acima, e cito em quase todas as minhas postagens é foco. Sem ele, nada somos. E alcançar esse cálice sagrado da super concentração a longo prazo é difícil, pelo menos para mim.

Estudar a tecnologia XYZ ou a ABC? Criar um novo site que vende Frangos Albinos ou uma rede social para Blogueiros Tetudos? Da mesma forma que o mundo atual nos oferece uma enxurrada de opções, nossa cabeça fica perdida para decidir em que apostar todas as fichas. Mas, afinal, é necessário escolher uma coisa só? Não é possível ser focado em tudo? Ou ter um foco mais abrangente, por exemplo, “focar em ganhar dinheiro extra” ou “focar em vários pequenos empreendimentos” ?

É uma discussão que daria várias e várias linhas e comentários. O que é preciso para termos foco? Devemos fechar os olhos para todas as outras opções que a vida/internet/globalização/mercado nos dá?

Até hoje, meu amigo, eu não descobri.

Dedicação e disciplina realmente dá resultado?

Parece história de contos de fadas: a pessoa nasceu pobre, estudou em escola pública, catava latinhas para sobreviver, estudava no tempo livre e  conseguiu passar em medicina na melhor faculdade do Brasil. Não estou querendo minimizar ninguém, muito longe disso. O que eu quero é ilustrar um consenso mundial do “work hard”. Até que ponto devemos trabalhar duro, dedicar e investir tempo e energia em algum negócio (seja estudo, empreendimentos, relacionamentos) para que ele dê resultado? E se ele nunca der resultado?

Eu acredito que quando se trabalha com disciplina, dedicação e foco sempre há um resultado. Talvez não um resultado financeiro, mas com certeza um resultado intelectual. O tanto de coisa que se aprende quando se envolve em algo é surpreendente, é quase uma nova faculdade. É a vida jogando seu jogo.

Conclusão

Procure um nicho interessante e aposte sua energia e seu tempo nele, o mínimo que você vai ganhar é muito conhecimento e experiência. Eu penso dessa maneira, tanto que já tive milhares ideias na vida e nenhuma definitivamente “foi para frente”, digamos assim.

O que interessa é o quanto você aprendeu para evitar os erros futuros. Um dia a gente acerta a mão e descobre o Santo Graal da Independência Financeira.

Com certeza não é da noite para o dia, nem como mágica, porém existem nichos mais propensos a dar resultado do que outros. Nos resta achar um ramo específico e trabalhar em cima. Seja para desenvolvimento intelectual, emocional, profissional.

Abraço.

Técnicas para iniciar a divulgação de seu blog

Eu escrevi esse texto tem aproximadamente 7 ou 8 anos. Na época eu tinha um blog de humor e entretenimento. Após um tempo eu desisti, mas não vem ao caso agora.

Escrevi algumas técnicas para iniciar a divulgação do seu blog (na época ter um blog era febre, o mesmo que ser YouTuber hoje).

Vou transcrever aqui apenas para ficar registrado. Muitas dessas dicas ainda valem hoje em dia, principalmente para nós da “Blogosfera Financeira”. Outras entraram em desuso, naturalmente.

 

TÉCNICAS PARA INICIAR A DIVULGAÇÃO DE SEU BLOG

Técnicas
Técnicas para blogueiros: o Mestre Poupador já usou muito.

1 COMENTE

Faça uma conta no Google Reader (ou qualquer outro leitor RSS) e assine o RSS de no mínimo 20 blogs FAMOSOS (Bobagento, NaoSalvo,Testosterona,EuCapricho,Brogui,XPock,Treta, etc. etc. etc.). Comente em todos os posts deles. Dá trabalho, mas dá um retorno danado. Se estiver enjoado de comentar em todo post, comente em apenas um post de cada blog por dia.

2 PARCERIAS

Troque banners ou links com outros blogs pequenos ou que estão começando agora (eles estão loucos por parcerias também). Faça uma página só para exibir os links dos parceiros ou crie uma seção na barra lateral com os banners e links dos parceiros (neste caso, banner é um botão de em média 120×60 pixels).

3 LINKS DA SEMANA

A maioria dos grandes blogs tem toda semana (costuma ser sexta-feira) um post chamado LINKS DA SEMANA, que são simplesmente links para posts de outros blogs. Descubra como colocar seu link no meio destes (o blog Haznos.org, por
exemplo, tem uma comunidade no Orkut que os blogueiros deixam seus links. Toda semana eles escolhem alguns para publicar no site).

4 ROTEADORES DE CONTEÚDO

Ocioso, Linkirado e Colmeia são apenas alguns exemplos famosos de sites roteadores de conteúdo. Se cadastrar é gratuito e também rende uma divulgação danada. Acesse este site e entenda como funcionam e cadastre seus melhores posts!

5 AMIZADES

Tente fazer amizade com os blogueiros mais conhecidos, isso pode te render um “merchan” gratuito no blog do mesmo.

6 SEUS LINKS

Deixe seu link em todos os sites/blogs/fórum que freqüentar. Em fóruns e emails coloque o endereço do site como assinatura.

7 MOTORES DE BUSCA

Esse é, sem dúvida, o tópico mais importante. Aproximadamente 70% das visitas de um site são originadas do GOOGLE. Dividirei esse tópico em algumas partes:

7.1 CADASTRO EM SITES DE BUSCA

O Google indexa seu site automaticamente, mas é sempre bom cadastra-lo mesmo assim. Procure saber como cadastrar seu endereço em todos os sites de busca (Yahoo, Bing, etc.). Cadastre-o manualmente que a indexação será mais eficiente.

7.2 USE TAGS

Quando for criar um post, além de qualificá-lo com categorias, é bom também definir as tags do assunto do mesmo. Por exemplo, um post sobre Suplementos Alimentares, use tags como SUPLEMENTO, SAUDE, ACADEMIA, MUSCULACAO, entre outras. Com o tempo você pega o jeito. As tags são uma mão na roda para os motores de busca.

7.3 PLUGINS E META-TAGS

Você que usa wordpress já tem meio caminho andado. Descubra os melhores plugins de SEO (Search Engine Optimziation – Otimização dos Motores de Busca) para gerar as suas meta tags (informações escondidas no código do site que o ajudam a ser encontrado pelos motores de busca) e seu sitemap (literalmente o mapa do site, outra coisa que ajuda muito o Google).
Aprofunde mais sobre metatags, sietmaps e plugins. Em menos de 30 minutos você configura tudo.

8 LINKE OUTROS BLOGS

Gostou de um conteúdo e quer reproduzi-lo? Reproduza a vontade, mas coloque a fonte. Você fica bem visto na blogosfera.
E é isso, manter um blog é muito difícil e precisa de empenho, ainda mais no início. Mas seguindo essas dicas você terá uma grande evolução.

A técnica Pomodoro: dando um up na produtividade

Olá, hoje escreverei um pouco sobre uma técnica para dar um boost na sua produtividade: a técnica Pomodoro.

Partindo do princípio que quanto maior sua produtividade, maior seu retorno financeiro, nada mais coerente que sempre buscarmos melhorar nossa capacidade de organizar o tempo e as tarefas.

Já citei várias e várias vezes aqui que uso o app  Wunderlist como uma das ferramentas de produtividade. Já comentei também como é importante estabelecermos as metas/tarefas do dia, da semana, do ano. Hoje vou falar sobre uma técnica.

O que é Pomodoro

Pomodoro
Pomodoro-timer. Infelizmente esse não é de comer.

Pomodoro é uma palavra italiana que significa tomate. Os grandes chefes de cozinha italianos, como todo cozinheiro, frequentemente precisam de alguma ferramenta para cronometrar o tempo e controlar suas receitas. Logo, era comum os cozinheiros terem cronômetros nos seus ambientes de trabalho. E a maioria desses cronômetros tinham o formato de tomate.

Por isso a técnica tem esse nome.

A técnica Pomodoro

A técnica Pomodoro consiste em quebrar suas tarefas em intervalos de tempos de 25 minutos super-focados.

Antes de começar uma tarefa, cronometre 25 minutos. Mantenha o foco todo esse tempo e não abandone a tarefa, a não ser que:

  • O cronômetro termine a contagem
  • Você finalize a tarefa

A questão aqui é ficar 25 minutos focado em uma tarefa somente.

Não significa que você deve fazer o que tem de fazer em apenas 25 minutos, não é isso! Você pode demorar 10 Pomodoros para terminar uma tarefa, o importante é você manter os 25 minutos, e descansar 5.

O intervalo do Pomodoro

Tão importante como os 25 minutos focado, são os 5 minutos de descanso entre os Pomodoros.

A cada intervalo de 25 minutos, você pode descansar 5. Na verdade, pode descansar 7 ou 10. Mas é importante manter o rigor.

Outra forma bastante difundida é a cada dois intervalos de cinco minutos, você para por 15 minutos. Ficaria mais ou menos assim:

25-5-25-5-25-15

Uma sequência tão longa assim geralmente é utilizada por quem tem tarefas repetitivas e a longo prazo, por exemplo, usei muito isso enquanto estava estudando para concursos. Tinha dias que eu fazia 14 Pomodoros, 14*25=350 minutos, ou quase seis horas de estudo líquido. Comigo funcionava bem.

Em que aplicar o Pomodoro

Você pode aplicar a técnica Pomodoro em praticamente todas as tarefas.

Exemplos: estudar, escrever um artigo, terminar um relatório, até para diversão e lazer a técnica pode ser aplicada.

O foco aqui é manter o foto (q?). Não interesse onde. Foque 25 minutos para resolver aquela tarefa, ou parte dela.

Você, com certeza, notará a diferença!

Por que funciona

Pomodoro
Fala meu patrão, vai uns pomodoro aí? 25 minutos cada. lol

Funciona por que, como já disse aqui, nossa massa cinzenta trabalha com recompensas. O Pomodoro fala assim pra ele:

“Cerebrinho, eu vou trabalhar focado durante 25 minutos, mas quando acabar… ah, meu amigo, quando acabar você se prepara por que eu vou [preencha aqui com algo que não tem nada a ver com a tarefa].”

No campo acima você pode fazer algo como: beber um suco, dar um passeio, tomar um sorvete, ir ao banheiro, jogar algum jogo rápido, meditar, espairecer. Não interessa, é você quem manda. Mas tem que ser algo que quebre a monotonia e te tire do foco, te prepare para os próximos 25 minutos de intensidade plena.

Como conseguir o Pomodoro

Não tem que conseguir, ele já está em todo lugar. Use o cronometro do celular, use o relógio do computador, use esses sites:

https://tomato-timer.com/

http://cronometronline.com.br/

Use esses apps:

https://itunes.apple.com/br/app/tomato-one-free-focus-timer/id907364780?mt=12

https://itunes.apple.com/br/app/meu-pomodoro/id1140527427?mt=8

Use essas extensões Chrome:

https://chrome.google.com/webstore/detail/marinara-pomodoro-timer/lojgmehidjdhhbmpjfamhpkpodfcodef

https://chrome.google.com/webstore/detail/strict-workflow/cgmnfnmlficgeijcalkgnnkigkefkbhd

https://chrome.google.com/webstore/detail/pomello/ahjnfakocpfoocnncbgmondnnnlfjide

E por aí vai. Não tem desculpa. Foca!

Foca no Pomodoro
Depois que comecei a utilizar a técnica Pomodoro minha vida mudou.

 

Conclusão

Quanto mais tempo, mais dinheiro. Organizando melhor seu dia, e a técnica Pomodoro serve para isso, você terá uma folguinha de algumas horas a mais na semana para terminar aquele projeto pessoal, estudar uma língua, ler sobre finanças, fazer trabalhos extras, descansar.

A produtividade, no dia de hoje, é o Santo Graal para aqueles que querem crescer, tanto profissionalmente quanto como pessoa.

Use a técnica e comente aqui o que achou.

Até a próxima!