As palavras mágicas que todo bom poupador deve praticar


Olá fiel leitor, hoje vou comentar um pouco sobre algumas palavras mágicas que todo bom poupador deve conhecer e praticar sempre que possível. Não é “abra kadabra” nem outra similar. São palavras comuns do nosso dicionário “pt_BR” e que você ouve diariamente. Elas são mágicas pois seus significados tem uma carga muito importante. Quem as pratica ao pé da letra diariamente com certeza tem uma vida (financeira ou não) melhor. Ao final do texto você concordará comigo quando digo que são mágicas.

Não há um número exato de palavras mágicas. Mas eu vou escrever sa três principais e algumas derivadas dessas três. O restante das palavras é meramente uma combinação das outras. O bom poupador e investidor deve praticá-las dia após dia. Dessa maneira o patrimônio se manterá firme e crescerá naturalmente. De fato é impossível manter as três palavras em evidência em 100% do tempo. O que importa é você tentar, sempre que possível, colocá-las em prática.

Pelo menos uma das três palavras iniciais são citadas por mim em praticamente todo post meu, com certeza você já leu por aqui.

Palavras mágicas
Palavras mágicas: te ajudarão na sua trilha à IF.

Outra coisa importante: as três palavras tem um peso de importância equivalente.

Palavra #1 – Foco

O foco é impotante para o bom poupador por que o bom poupador mantém sua mira firme em um alvo somente, por um longo período de tempo. O bom poupador deve ter uma meta, um objetivo específico, e colocá-lo no radar enquanto acumula seu patrimônio. A meta pode ser: viajar, comprar um carro ou simplesmente acumular dinheiro para obter uma renda passiva durante a vida.

Manter o foco é não se distrair com outras situações da vida. É não desistir do caminho trilhado até aqui e ter certeza que o objetivo será alcançado. Mesmo que você poupe pouco, ou tenha mês que não consiga poupar, mantenha o foco na sua Independência Financeira e continue trabalhando duro. O resultado virá, mais cedo ou mais tarde. Não desista.

Manter o foco todo do tempo sim, é complicado. O que deve ser feito é distrair-se com pequenos prazeres ao longo da vida, sem tirar da cabeça o objetivo maior. Diminua o aporte do mês para sair para jantar com a família. Estenda mais seu planejamento de acúmulo de patrimônio, e em troca viaje com a(o) companheira(o). Faça pequenos escambos entre seus bens para conseguir manter a concentração em um objetivo maior a longo prazo.

Palavra #2 – Equilíbrio

Ah, essa palavra é muito boa também, viu. Ter equilíbrio complementa o foco. Como eu disse acima, o equilíbrio faz parte do seu jogo de cintura para não perder sua mira do alvo. Fazer cessões com você mesmo te ajuda na batalha rumo à IF. Conforme já citei nesse post e em outros também: gastar dinheiro te ajuda a ganhar dinheiro. Não disse com essas palabras, mas pensem comigo:

. Viajar: gasta dinheiro. Mas te revigra de tal forma que você volta com muita energia para tentar ganhar mais dinheiro.
. Ir ao cinema: mesmo raciocínio: você descansa a cabeça para ter mais uma longa semana de trabalho.

E existem milhares de exemplos.

Negocie com você mesmo. Poupe sempre, mesmo que o mínimo, mas não deixe de viver. Utilize o equilíbrio e saiba dosar a hora certa de poupar e a hora certa de gastar. Sempre tenha uma reserva de emergência, sem contar seus investimentos principais, e viva a vida de forma correta, honesta, equilibrada. Todo exagero é perigoso, por isso o equilíbrio é importante. Nas finanças e na vida.

O equilíbrio aliado ao foco te dá longevidade: pense nisso. Sem exageros, sem ser sovina demais nem gastador demais.

Palavra #3 – Paciência

Talvez a paciência seja a virtude mais difícil de ser trabahada. Com o mundo atual, a ansiedade e a busca por resultados instantâneos é regra em todas as situações. Não há mais paciência. O bom poupador deve ser paciente. Isso é requisito obrigatório, concordam? Tenha paciência e acredite na força dos juros compostos. Dessa forma seu patrimônio crescerá gradativamente.

Como eu disse acima, as três palavras mágicas são equivalentes e não existem uma sem a outra. Paciência + foco = certeza de objetivos alcançados. Paciência + equilíbrio = a estabilidade para continuar seguindo em frente.

Por outro lado, ter paciência é diferente de ter passividade. Se uma ação sua começar a cair, por exemplo, você deve saber o momento certo (usando o equilíbrio) para vendê-la. Esperar demais nesse caso é um erro. Saiba dosar sua paciência com seu equilíbrio.

O bom investidor aguarda anos e anos para que suas ações se valorizem. Veja o caso do ilustríssimo sr. Barsi. Está na melhor idade e há pouco tempo que conseguiu o primeiro bilhão (pasmem os senhores). Quer melhor exemlo que esse ícone da Independência Financeira?

É difícil controlar a ansiedade. Mas só pelo simples fato de tentarmos já é um avanço.

Palavra derivada – Perseverança (apenas um exemplo)

Eu entendo que a perseverança seja uma combinação das três palavras. Tudo depende da dosagem que se põe em cada.
Vamos tentar explicar em números. A perseverança poderia ser uma junção de 40% de foco + 40% de paciência + 20% de equilíbrio? Eu penso dessa maneira.

Viram que as outras virtudes do bom poupador é uma junção de duas ou três das outras palavras mágicas? É combiná-las e seguir em frente.

Com certeza existem dezenas de combinações. O que quero deixar claro que nada foge das três principais: foco + equilíbrio + paciência.

Conclusão

O bom poupador deve seguir um método, uma forma de trabalhar seu dinheiro. Utilizando-se das três palavras principais e, dependendo da situação, as palavras derivadas, o caminho ficará mais fácil de ser trilhado e o objetivo mais fácil de ser alcançado.

A Independência Financeira é algo difícil de ser alcançado.

Espero que tenham gostado dessa postagem.

Um abraço!

CompartilharTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone